Acesse seu Webmail

Entre em contato conosco: (21) 2205.7223 / 3826.6817 / 3826.6705

© 2015 por Olho Nu design

Testagem de Drogas

Um Olhar de Prevenção

 

Sistema de Teste para Substâncias Psicoativas

O consumo de substâncias psicoativas é uma prática antiga e presente em praticamente todas as civilizações cuja história é conhecida. Nos dias presentes o meio laboral não é isento desta prática, ao contrário, por vezes numa busca de melhora de performance o trabalhador se envolve num uso que pode ser negativamente impactante para sua vida.

Visando proteger a empresa, o meio ambiente e seus funcionários daqueles que, devido ao uso e abuso de álcool e drogas colocam em risco o local de trabalho, as ações da testagem devem ser bem estruturadas e fundamentadas.

Abaixo estão algumas das razões mais comuns que as empresas dão para adotar um programa de testagem de drogas:

  • Manter a qualidade de vida dos empregados;

  • Melhorar o clima organizacional;

  • Fazer prevenção;

  • Atender às solicitações do contrato ou do cliente;

  • Atender às exigências das companhias de seguros e empresas internacionais;

  • Para dar aos empregados, aos clientes segurança;

  • Minimizar a chance de contratar pessoas que sejam dependentes de álcool e drogas;

  • Reforçar a política da empresa referente ao PRAD;

  • Identificar aqueles que usam e abusam e encaminhá-los para assistência adequada;

  • Sustentar medidas disciplinares de acordo com a política da empresa;

  • Reduzir acidentes e absenteísmo;

  • Aumentar a produtividade e os lucros da empresa;

  • Dar maior atenção à segurança, meio ambiente e saúde (SMS);

  • Convencer os "usuários casuais" sobre situações de risco;

  • Inibir o uso "recreativo" de drogas que leva à adição;

  • Reduzir os gastos com o abuso de álcool e drogas no local de trabalho;

  • Inibir o consumo - pela possibilidade do funcionário ser sorteado e chamado a qualquer momento para coleta de amostra;

  • Possibilitar e identificar um consumo de drogas em sua fase inicial, permitindo uma adoção precoce de medidas terapêuticas que interrompam a evolução deste uso;

  • Estimular a procura espontânea por parte dos usuários e dependentes - pela possibilidade da antecipação de um resultado não-negativo;

  • As pessoas repensam sobre o seu modo de consumir álcool e outras drogas - o receio de ser testado propicia mudança no comportamento e assim finda por desenvolver melhorias na qualidade de vida;

  • A existência de uma Política de Prevenção e Atenção dos PRAD chega ao conhecimento de todos que querem ser contratados pela Empresa e assim as pessoas começam a rever seus comportamentos frente ao álcool e outras drogas.

  • Dar aos dependentes químicos em recuperação uma razão a mais para ficarem sóbrios (prevenção de recaída);

 

Para tranqüilidade e segurança de empregado e empregadores, a Evolução Consultoria trabalha com o que o mais alto padrão em análise toxicológica - metodologia em duas fases distintas: : a primeira, de triagem, e a segunda, de confirmação do resultado.  Mantendo um rigor científico e de confidencialidade dos resultados. Como também é necessário os registros da corrente de custódia serem mantidos na sob sigilo. 

Na fase preliminar, são utilizadas técnicas imunológicas e/ou cromatográficas que permitam verificar a presença ou não de determinada substância pesquisada. As amostras consideradas não-negativas na triagem são submetidas a técnicas de maior sensibilidade e com princípios físico-químicos distintos da fase inicial, para a confirmação dos resultados. Isto é feito através da cromatografia gasosa acoplada à espectrometria de massa. 

 

Para a detecção de uso de álcool no ar expirado utilizamos etilômetro reconhecido pela ANVISA, com o diferencial de impressão eletrônica de resultados no ato do exame, o que facilita a documentação e corrobora a seriedade da ação. 

 

Em geral, os testes para detecção de uso de drogas são realizados nas seguintes circunstâncias abaixo: 

 

Testes Pré-admissionais 

Oferecer emprego somente após o resultado do teste de drogas for negativo.
Objetivo: Diminuir a chance de contratar alguém que está usando drogas. 

 

Testes Motivados

Testar os empregados que mostram sinais inegáveis de inadequação ou possuem padrões de comportamento perigosos no trabalho. 
Objetivo: Proteger a segurança e o bem-estar de todos e dar a oportunidade de reabilitação se o resultado do teste der positivo. 

 

Testes Aleatórios

Testar um grupo de colaboradores escolhidos ao acaso sem aviso prévio. Mais comumente usados para cargos diretamente ligados à segurança.
Objetivo: Desencorajar o uso / abuso fazendo do teste algo imprevisível e identificar usuários para que possam ser encaminhados para tratamento adequado. 

 

Testes Pós – Acidentes e incidentes

Testar colaboradores envolvidos em acidentes ou em incidentes de prática perigosa para ajudar a descobrir se o álcool ou outras drogas foram fatores determinantes.
Objetivo: Proteger a segurança dos empregados, identificar e encaminhar para tratamento as pessoas cujo uso de álcool e drogas ameaça a segurança do local de trabalho. 

 

Testes Pós - Tratamento 

Testar periodicamente os empregados que retornaram ao trabalho após participarem de um programa de reabilitação de álcool e drogas.

Objetivo: Encorajar e assegurar que os empregados continuem "limpos" após terem completado as primeiras etapas do tratamento.

 

Selene Franco Barreto

Diretora Geral

 

Amanda Moura

Coordenadora da Consultoria Corporativa

 

- Escritório de Redução da Demanda e Erradicação de Drogas nos locais de Trabalho 
- Departamento Executivo da Presidência dos Estados Unidos da América - Arizona.
- Departamento de Saúde e RH – Centro de substancias e prevenção de abuso dos Estados Unidos da América 

 

A Clínica Evolução realiza também exame toxicológico através da coleta de cabelo. 

A Evolução realiza testes para:

Lei da Aviação - RBAC120.

Lei dos Caminhoneiros