Acesse seu Webmail

Entre em contato conosco: (21) 2205.7223 / 3826.6817 / 3826.6705

© 2015 por Olho Nu design

Carnaval com conscientização e prevenção

Artigo editado em Fevereiro‭,‬‮ ‬2018

Carnaval‭, ‬consumo de Bebidas Alcoólicas e Acidentes de Trânsito‭.‬

Lembrar que uma dose de conscientização e de prevenção cai bem‭!‬

Dr‭. ‬José Mauro Braz de Lima‭, ‬PhD‭.‬

 

O Carnaval cada vez mais atrai gente para as ruas das cidades brasileiras para brincar‭. ‬Nestes dias‭, ‬cidades como Rio de Janeiro‭, ‬São Paulo‭, ‬Salvador‭, ‬Recife‭, ‬entre outras mais‭, ‬o clima de festa e de alegria envolve milhares e milhares de pessoas em uma das maiores festas populares do mundo‭. ‬Deste modo‭, ‬vale ressaltar o lado positivo quanto à circulação de recursos financeiros para‭ ‬as cidades e a criação de vagas de trabalho‭, ‬gerando benefícios diretos e indiretos para a população‭. ‬Segundo dados do próprio‭ ‬governo municipal‭, ‬estima-se que no período das festas‭, ‬só no Rio de Janeiro‭, ‬deverão ser injetados na economia local‭, ‬mais de 2‭ ‬bilhões de reais neste ano‭. ‬A rede hoteleira já comemora a elevada taxa de ocupação de leitos‭. ‬Apesar das crises política e econômica que o país e‭, ‬em especial o Rio‭,  ‬atravessam‭, ‬a‭  ‬cidade está cheia de‭  ‬foliões e de‭  ‬turistas‭. ‬O movimento‭  ‬vem aumentando nas diversas cidades ano a ano‭, ‬sobretudo com a promoção dos chamados blocos de rua‭, ‬tradição resgatada dos antigos carnavais‭ ‬que está voltando em muitas cidades com grande força‭.‬

 

Todavia‭, ‬associado‭  ‬à euforia e‭  ‬à alegria dos festejos carnavalescos‭, ‬o elevado‭  ‬consumo de bebidas alcoólicas‭, ‬sobretudo de cerveja‭, ‬é incentivado através de forte estratégia de marketing e publicidade‭, ‬favorecido pela‭ ‬“cultura festiva”‭ ‬do brasileiro‭. ‬Nos últimos anos‭, ‬com o sucesso dos‭ ‬“Blocos de‭  ‬Rua”‭,  ‬a‭  ‬indústria‭  ‬da‭  ‬cerveja‭  ‬jogou‭  ‬o‭  ‬foco‭  ‬do‭  ‬seu‭  ‬marketing‭  ‬para‭  ‬esse‭  ‬novo‭  ‬e‭  ‬crescente‭  ‬filão‭, ‬chegando a garantir‭, ‬contando com parceria do governo municipal do Rio‭, ‬a distribuição exclusiva de cerveja em um grupo de blocos‭, ‬isto é‭, ‬não poderia‭ ‬ser vendida outra cerveja a não ser a‭  ‬da empresa‭ ‬“oficial”‭. ‬Contudo‭, ‬ficando claro que não se trata aqui de demonizar as bebidas alcoólicas‭, ‬a questão não é em si o álcool‭, ‬mas sim os problemas relacionados com consumo abusivo‭, ‬em excesso‭, ‬que agrega relevantes riscos de acidentes‭, ‬inclusive de trânsito‭, ‬atos de violência e até homicídios‭.‬

Naturalmente‭, ‬como médico‭, ‬fica fácil verificar a situação das emergências dos hospitais lotados de casos decorrentes do consumo‭ ‬abusivo de bebidas registrados nos‭ ‬“boletins de‭   ‬ocorrências”‭ (‬os BOs‭). ‬Reportagem recente mostrou que em Londres o atendimento de pessoas com sérios problemas de alcoolismo tem lotado as Emergências dos Hospitais‭, ‬prejudicando o atendimento de outras demandas mais graves‭: ‬é quase uma epidemia‭. ‬Embora ainda não tenhamos chegado a esse ponto‭, ‬no Carnaval as nossas Emergências ficam cheias de pessoas com complicações do excesso de álcool‭. ‬Levantamento feito pela Secretaria de Saúde poderia mostrar não só o impacto no atendimento‭, ‬mas também os custos decorrentes‭. ‬Seria‭ ‬interessante que Secretaria de Saúde‭, ‬estadual e municipal‭, ‬fizessem esse levantamento nos hospitais públicos durante esse período‭ (‬hora/consulta‭, ‬materiais gastos‭, ‬na emergência‭, ‬enfermaria‭, ‬centro cirúrgico‭, ‬leitos de CTI‭, ‬etc‭.,...).‬

‭ ‬

Nas Delegacias da Polícia Civil dos bairros seriam outros lugares onde se poderia medir as consequências do consumo excessivo de‭ ‬álcool neste período‭, ‬embora durante o ano inteiro essas ocorrências são vistas em menor escala‭. ‬Vale a pena chamar a atenção para o preocupante cenário que é a presença cada vez maior dos jovens e de mulheres entre os consumidores‭. ‬Um dos fatores dessa situação em relação à cerveja é‭ ‬o fato de se considerar a cerveja uma bebida alcoólica‭ ‬“mais leve”‭ ‬em face do seu teor alcoólico ser de 5%‭. ‬Cabe esclarecer que a cerveja possui‭, ‬praticamente‭, ‬a mesma quantidade de álcool puro‭ ‬por dose padrão‭ (‬um chope ou uma latinha‭) ‬do que uma taça de vinho‭ (‬teor de‭  ‬11%‭  ‬em‭  ‬média‭)  ‬ou‭  ‬uma‭  ‬dose‭  ‬de‭  ‬cachaça‭  ‬ou‭  ‬de‭  ‬uísque‭  (‬teor‭  ‬de‭  ‬40%‭).  ‬De‭  ‬qualquer‭  ‬modo‭,  ‬o importante é saber que o abuso de bebidas alcoólicas representa sérios riscos‭ ‬para saúde e‭  ‬de riscos de acidentes e situações de violência‭.‬

Portanto‭, ‬sem querer botar água no chope de ninguém‭, ‬é sempre bom lembrar que é‭ ‬“melhor prevenir do que remediar”‭. ‬Enfim‭, ‬amplas campanhas de conscientização e de prevenção‭, ‬como a do Ministério da Saúde faz em relação a AIDS e a Dengue‭, ‬e agora com a Febre Amarela‭, ‬deveriam ser realizadas de forma mais abrangente como iniciativas não só das autoridades competentes‭, ‬como Ministérios e Secretarias da Saúde‭, ‬da Educação‭, ‬da Justiça‭, ‬entre outros órgãos‭, ‬além do Denatran e Detrans‭, ‬mas também‭, ‬como ações dos diversos protagonistas da Sociedade civil organizada‭.‬

A Polícia Rodoviária Federal desenvolve todos os anos excelentes campanhas de prevenção nas estradas do país em face de ser este‭ ‬período de Carnaval‭, ‬como outros grandes feriados‭, ‬época de maior risco de acidentes graves e com vítimas fatais‭. ‬As blitz da Lei Seca‭ (‬Lei nº‭ ‬11‭ ‬705/2008‭), ‬sem dúvida‭, ‬também dão inestimável contribuição na prevenção de acidentes de trânsito‭. ‬Contudo‭, ‬o número de vitimas fatais ainda é muito grande‭, ‬chegando em 2017‭ ‬a cerca de 45‭ ‬mil vítimas fatais‭, ‬sendo mais da metade envolvida com o consumo‭ ‬de álcool‭ (‬23‭ ‬mortes/100‭ ‬mil habts‭./‬ano‭), ‬número bem acima dos níveis aceitáveis pela Organização Mundial de Saúde‭ ‬‮–‬‭ ‬OMS‭ - (‬menos de 10/100‭ ‬mil habts/ano‭).‬

Considerando que somos signatários da‭ ‬“Campanha Mundial da Década de Segurança Viária 2011‭ ‬‮–‬‭ ‬2020”‭ ‬da ONU‭, ‬temos uma grande responsabilidade na prevenção e redução dos riscos relacionados com o abuso de álcool e suas consequências‭. ‬Mesmo assim‭, ...‬Mas tudo bem‭, ‬hoje já é Carnaval‭,....‬

 

 

 

Dr‭. ‬José Mauro Braz de Lima‭, ‬PhD

Médico-Neurologista e Professor Associado IV de Medicina da UFRJ‭ (‬aposentado‭); ‬Membro Emérito da Academia Brasileira de Neurologia‭ (‬ABN‭): ‬Médico/Especialista em Problemas Relacionados ao‭ ‬Álcool e outras Drogas‭ (‬PRADs‭); ‬Membro da Societé Française d’Alcoologie et Addictologie‭ (‬SFAA‭): ‬Diretor Científico da ABRAD‭ (‬Associação Brasileira de Alcoolismo e Drogas‭); ‬Diretor Médico da‭ ‬Clinica Evolução‭. ‬jmbl@globo.com

 Oportuno e necessário chamar a atenção para os riscos do abuso de bebidas alcoólicas em geral, mormente de cerveja, por ser, de longe a mais consumida e promovida através de estratégias de marketing facilitadoras de maior disponibilidade e mais fácil acesso através da distribuição dentro dos próprios blocos de rua.