top of page

Carnaval e bebida alcoólica



Libere sua alegria, mas jamais libere sua proteção!

O Carnaval é uma das festas populares brasileiras que mais mexem com a rotina das pessoas. Reúne brilho, muita cor, música, combinados com um feriado prolongado que remete ao prazer e relaxamento. Isso acaba sendo também um gatilho para o consumo de bebidas alcoólicas e outras drogas.

Em alguns lugares do Brasil, em que o calor forte e a praia estão conjugados com o clima festivo dessa data, o apelo para que se abra uma cerveja ou deguste uma caipirinha é grande, e muitas vezes o incentivo vem do círculo familiar ou de amigos. Até mesmo nos blocos, o convite à bebida é normalizado, no coro entoado por adultos, jovens e crianças: “só não quero que me falte/a danada da cachaça” ou “garrafa cheia eu não quero ver sobrar”.

Mas é importante levar em conta o seguinte: embora o Carnaval acabe na Quarta-Feira de Cinzas, a experiência do consumo de álcool e outras drogas, dependendo da situação, pode gerar alterações psíquicas que vão influenciar na vida do indivíduo a longo prazo, aumentar sua vulnerabilidade e o expor a situações de violência e dependência química.

Por isso é tão importante aproveitar essa época para campanhas de prevenção que alertem as pessoas para as situações de risco. A informação é uma ferramenta poderosa, porque esclarece sobre os danos, fortalece os fatores de proteção e permite promover a saúde. Campanhas preventivas costumam ser feitas pelo governo em todas as esferas, mas também é essencial que empresas abracem essa ideia e ajudem a divulgar dados educativos entre seus funcionários, por meio das equipes de saúde ou do departamento de recursos humanos.

O que é importante saber?

O uso nocivo de álcool e outras drogas tem impacto direto na vida profissional: aumenta o índice de acidentes, de absenteísmo e presenteísmo, interfere nas relações interpessoais, na produtividade, enfim, os prejuízos podem ser grandes, tanto para as empresas quanto para os trabalhadores.

Logo, é essencial estimular ações que melhorem a qualidade de vida dos funcionários, incentivando hábitos saudáveis, praticando uma gestão positiva, com escuta, gerando acolhimento, criando ambientes agradáveis para o convívio e que deixem o trabalhador à vontade para buscar ajuda, quando achar necessário.

As semanas que antecedem o Carnaval têm o clima ideal para que se façam campanhas de conscientização e prevenção, alertando o funcionário para que ele:

ü Aja com prudência

ü Pense na sua qualidade de vida para além da data festiva

ü Valorize sua saúde mental

ü Evite os fatores de risco

ü Fuja de situações que promovam atitudes ilícitas

ü Fique longe de drogas, sejam elas lícitas ou ilícitas

ü Previna acidentes e incidentes no trabalho


Para isso, há alguns cuidados simples que devem ser incentivados, como:

ü Não dirigir, caso consuma álcool e outras drogas

ü Evitar ir trabalhar depois de ingerir bebida alcoólica, principalmente se mexer com máquinas e ferramentas que dependem de foco e atenção

ü Buscar uma alimentação mais balanceada;

ü Não consumir bebida alcoólica caso esteja grávida ou se pretende engravidar

ü Evitar comportamentos inadequados e ilícitos

ü Não consumir álcool e outras drogas se for dependente químico

ü Fazer sexo com preservativo – cuide da sua saúde e da saúde do seu parceiro ou parceira

ü Usar protetor solar

ü Hidratar-se bebendo muita água

ü Conhecer seus limites – não se deixe levar pela empolgação da multidão

ü Lembrar-se: não é não

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), não há quantidade absolutamente segura para o consumo de bebida alcoólica, que sempre será entendida pelo organismo como algo tóxico. O hábito de beber sempre tem algum reflexo no comportamento, não importa a quantidade consumida. Por isso a importância da consciência e do autocuidado, atentando para os fatores de risco. Prevenção é isso: conhecer o conjunto de medidas para agir e/ou se preparar de forma antecipada, fortalecendo, assim, os fatores de proteção.

Veja as reações fisiológicas provocadas por algumas doses de álcool:


Fonte: Tabela criada pelo Lima, JMB - (2019).


Lembre-se: existe vida pós-Carnaval! E ela vale mais do que alguns dias de festividade sem responsabilidade. É possível se divertir prezando pela saúde, reunindo os amigos, a família, com alegria e boas histórias.


Referências:

CENTRO DE INFORMAÇÕES SOBRE SAÚDE E ÁLCOOL (CISA). O que é consumo moderado? 21 ago. 2020. Disponível em: https://cisa.org.br/sua-saude/informativos/artigo/item/146-o-que-e-consumo-moderado. Acesso em: 7 fev. 2023.

Rio de Janeiro, 09 de fevereiro de 2023.


Selene Franco Barreto

Psicóloga Clínica e Consultoria

CRP.: 13631-05






Rua Mariz e Barros, 430, Praça da Bandeira – RJ – CEP: 20270-001

Tel./Fax: (21) 2205-2995 / (21) 7223 / (21) 3826-6817 /(21) 3826-6705

consultoria@evolucaovida.com.br

www.evolucaovida.com.br

24 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page